Governador agradeceu apoio dos parlamentares, lideranças políticos dos municípios e de sua equipe de governo.(Fotos: Chico Ribeiro)

O governador Reinaldo Azambuja lançou ontem a noite (6), em Campo Grande, o maior pacote de obras dos 43 anos de história do Mato Grosso do Sul. Com ações confirmadas para os 79 municípios do Estado, o conjunto de investimentos chamado de “Governo Presente – Programa de obras” vai aplicar R$ 4,2 bilhões em infraestrutura, saúde, educação e segurança pública, entre outras áreas.

De norte a sul e de leste a oeste, os recursos prometem melhorar a vida das pessoas em todas as regiões: Bolsão, Campo Grande, Conesul, Dourados, Norte, Pantanal, Sudoeste, Sul-Fronteira e Vale do Ivinhema.

Só no setor da infraestrutura, o novo pacote prevê investimentos de R$ 1,8 bilhão para a implantação 1.000 km de novas rodovias; recapeamento de 950 km de rodovias já pavimentadas; execução de 250 km de revestimento primário em estradas nas regiões de Paiaguás e Nhecolândia, no Pantanal; e para execução de obras de infraestrutura urbana dentro das cidades – pavimentação, drenagem e recapeamento.

Em Campo Grande, as Moreninhas vão ganhar um novo acesso, ligando bairros e centro. Já a Avenida Mato Grosso será totalmente revitalizada.  Em Ponta Porã, um minianel rodoviário vai tirar o tráfego de veículos pesados da cidade. Também serão asfaltados os acessos do Distrito de Taunay, em Aquidauana; do Balneário Municipal de Anaurilândia; do campus do IFMS de Nova Andradina; e dos portos de Porto Murtinho.

Rodovias que hoje são de terra  vão ganhar asfalto novo e moderno. Entre elas a MS-386, entre Iguatemi e Japorã; a MS-442, que liga o Distrito de Taunay com a BR-262, em Aquidauana; e a MS-223 em Coxim, entre a BR-359 e Jauru. Dentro do programa ainda está confirmada a construção de 142 pontes de concreto nas áreas rurais dos municípios, em substituição às estruturas de madeira já existentes.

Na área da saúde, o Governo contabiliza investimentos de R$ 500 milhões divididos na construção, reforma e modernização de hospitais; na aquisição de equipamentos; e na realização de nova etapa da Caravana da Saúde. Os investimentos resultarão na abertura de 495 leitos hospitalares e 22 salas cirúrgicas em todo o Estado até 2022.

Novos hospitais regionais em Três Lagoas e Dourados vão melhorar o atendimento à saúde. Em outras regiões, como Bodoquena, Caarapó, Campo Grande, Corumbá, Jardim e Ponta Porã, reformas e ampliação de estruturas hospitalares vão modernizar ainda mais o oferta de serviços. Equipamentos para ressonância magnética, mamografia, ultrassom e endoscopia vão reforçar os procedimentos médicos em todas as regiões.

Na área educacional o Governo relaciona R$ 340 milhões de investimentos na estruturação de escolas e na ampliação do ensino em tempo integral. Atualmente, em todo o Estado são 54 escolas em tempo integral. Até o final de 2022 serão 180. Haverá vídeo monitoramento em escolas da Grande Dourados; climatização em colégios do Pantanal; e novos ônibus escolares para os municípios da região Sul-Fronteira.

Ainda serão investidos R$ 100 milhões na segurança pública em recursos destinados à aquisição de viaturas para as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), além de armamentos e munições químicas, real e de treinamento. Computadores e mobiliários também fazem parte do pacote.