Diretora Solange Pereira com equipe de internas que confeccionam máscaras.(Foto: Divulgação)

Em tempos de pandemia, ações de solidariedade ganham força. O Projeto Repartindo o Pão faz há aproximadamente oito anos diversos trabalhos sociais e, entendendo a necessidade do momento, encabeça uma parceria com o Presídio Feminino de Jateí para a produção de máscaras para serem distribuídas em unidades de saúde. O primeiro lote da produção passou de 4 mil unidades e foram entregues para a Fundação de Saúde de Dourados (Funsaud), para serem distribuídas no Hospital da Vida, UPA e outras instituições. Um novo lote em produção será para distribuir na cidade de Jateí.

O Projeto Repartindo o Pão é coordenado pelo empresário Daniel Medeiros e para essa ação, através do intermédio da vice-prefeita, Cileide Cabral, foi feita parceria com a Unidade Penal Feminina de Jateí, dirigida por Solange Pereira da Silva. A doação da matéria prima foi feita por pessoas da parte administrativa da Funsaud, através do diretor administrativo Mateus Tavares Fernandes, a gente de integração Liandra Brambila e a gerente de qualidade, Marley Crisanto de Souza.

De acordo com a diretora da Unidade Penal, esse trabalho feito pelas oito internas é uma maneira de colaborarem com a sociedade e suas instituições nesse período de pandemia. “Nosso objetivo é a ressocialização dessas internas, através da busca de valores morais, éticos e o amor ao próximo. Penso que toda ação que disponibiliza essa entrega e compromisso por parte delas possibilita esse despertar para que efetivamente essa reinserção social aconteça”, explica Solange.

Além das entidades já citadas, outras estão sendo atendidas pelo trabalho das internas, como o Lar do Idoso, em Fátima do Sul, Lar da Criança de Dourados, Batalhões da Polícia Militar de Fátima do Sul e Jateí, além de distribuição para a população, principalmente para pessoas do grupo de risco. “A gente precisa destacar o papel das internas nesse processo, porque elas estão disponibilizando o tempo e o trabalho delas para ajudar essas instituições neste momento tão difícil que estamos passando”, completou a diretora da unidade.