Paraguai vai pedir ajuda da PF para controlar turistas que voltam do Brasil

-

Com o aumento de casos de coronavírus e leitos completamente lotados, as autoridades sanitárias paraguaias querem a ajuda da Polícia Federal identificar número de turistas que entraram no Brasil durante o feriado da Semana Santa. Muitos não registraram a saída no setor de Migrações. Há informações de que alguns se identificaram após cruzarem a Ponte da Amizade.
De acordo com o Ministério da Saúde do Paraguai, os turistas não comunicaram o Escritório de Imigração, localizado na cabeceira da ponte que divide Ciudad Del Este e Foz do Iguaçu. A intenção é saber se o cidadão paraguaio veio somente de Foz ou de outra localidade no Brasil, para intensificar o cumprimento dos protocolos sanitários.
“Vai ser pedido apoio porque vimos que muitas pessoas não saíram do país e depois não entraram e por isso não conseguiram swabs. Então, para ter os dados de quem entrou no Brasil, vamos trabalhar diretamente com as autoridades federais, porque o registro é obrigatório para quem atravessa mais de 50 quilômetros da Ponte da Amizade”, explica o médico Hugo Kunzle, diretor da Décima Região Sanitária.
Kunzle disse que os controles estão a cargo das Migrações, ao entrar no país, e dos órgãos de segurança competentes fora da zona primária, conforme o última Hora. “Nesse momento, funciona da seguinte forma: As migrações passam os dados de todos que entraram no país para a Vigilância Sanitária e devem controlar se o exame foi feito em até 24 horas. Quem descumprir vai diretamente ao Ministério Público, que deve atuar por descumprimento do protocolo sanitário e há multa, que é bastante elevada”.

VEJA TAMBEM