Jornada Acadêmica de Farmácia foi realizada pela plataforma do Google Meet. Foto: (Assessoria)

O cenário da pandemia de Covid-19 trouxe preocupações e mudanças em diversas áreas e atividades humanas, além de acelerar os processos da chamada ‘saúde digital’. Neste contexto, a 13ª Jornada Acadêmica do curso de Farmácia da UNIGRAN reuniu acadêmicos e profissionais da área, pela plataforma do Google Meet, para debater o desafio digital e as oportunidades para os farmacêuticos com o surgimento do novo coronavírus.

A palestra ‘Educação em saúde on-line: desafios e oportunidades’, ministrada pelo farmacêutico Kauê Cézar Sá Justo, apontou o trabalho desenvolvido pelos profissionais, principalmente na linha de frente no combate ao coronavírus e a presença de outras doenças que também necessitam de acompanhamento. Kauê Cézar destacou o papel dos profissionais na disseminação de informações, no esclarecimento de dúvidas e na educação em saúde em geral.

“Além da Covid-19 as demais doenças ainda estão presentes. Esse é um ponto muito preocupante, pois o cenário atual de distanciamento faz com que muitos pacientes com doenças que necessitam de acompanhamento estejam sem os cuidados de rotina”, disse. Doenças como hipertensão, diabetes e as dislipidemias são comuns no dia a dia do atendimento dos farmacêuticos e requerem acompanhamento para que sejam controladas.

O palestrante mostrou o quanto a tecnologia pode ajudar neste momento. “Toda barreira requer um pouquinho de ação, adaptação e criatividade para ser superada. É possível ajudar os pacientes mesmo de forma remota, e é exatamente aí que estão as oportunidades de mostrar a importância da atuação dos farmacêuticos e dos demais profissionais de saúde”, ressaltou.

Kauê Cézar Sá Justo apresentou exemplos de algumas ferramentas utilizadas para rastreamento em saúde/acompanhamento dos pacientes que podem ser utilizadas de forma remota. “Essas ferramentas ajudam a mostrar a real condição de saúde do paciente e simular o impacto que as recomendações pactuadas podem ter na saúde”, destacou.

Conforme o farmacêutico, são por meio de estratégias educativas, que visam dar autonomia e maior conhecimento ao paciente em relação à sua condição de saúde, que profissionais da área se unem para orientar sobre hábitos de vida, uso de medicamentos e fazer o acompanhamento. “A tecnologia está aí para nos ajudar, basta usarmos da forma correta. A nossa atuação pode salvar vidas!”, enfatizou.

Durante a Jornada, os estudantes também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a ‘Atuação do farmacêutico na pandemia da Covid-19’, em palestra ministrada pelo diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Dourados, Emerson Eduardo Correa. Segundo o diretor, por conta da demanda de atendimentos no enfrentamento à pandemia de Covid-19, foram contratados mais farmacêuticos, hoje a equipe é composta por seis profissionais que atuam diretamente nas ações de combate ao coronavírus.

Segundo Emerson Correa os núcleos mais atuantes no enfrentamento à Covid-19 trabalham na fiscalização com caráter orientativo/punitivo em estabelecimentos comerciais, farmácias que estão realizando o teste de Covid-19, construções, empreendimentos, igrejas, hospitais, agências bancárias, indústrias, dentre outros.

Há ainda o Núcleo de Análise Epidemiológica de Dados, que conta com uma equipe multiprofissional para traçar o perfil epidemiológico, fazer a projeção de transmissibilidade, sendo responsável pela cadeia de informações e boletins diários. Já o Núcleo Suplementar de Vigilância Epidemiológica Covid-19, realiza as tarefas de apoio, como diagnóstico, rastreamento, monitoramento dos surtos, orientações de isolamento e medidas de prevenção, entre outras.

Programação

A programação da Jornada ainda contou com as palestras ‘Uso de tecnologias na Farmácia Hospitalar’, ministrada pela farmacêutica Vanusa Barbosa Pinto; ‘Consulta Farmacêutica on-line’, com a farmacêutica Cinthia Caldas Rios Soares; ‘O diferencial do profissional motivado e comunicativo’, ministrada pelo gestor de equipes Dendry Rios. Além da mesa redonda sobre ‘Desafios e oportunidades para o profissional farmacêutico no pós-pandemia’, com a participação do presidente do Conselho Regional de Mato Grosso do Sul, Flávio Shinzato e da diretora do Conselho Regional de Farmácia, Fabiana Vicente de Paula.