Candidata a prefeita de Coronel Sapucaia, Claudinha Maciel (PSD) relatou que motoqueiros armados teriam passado em frente ao local onde o partido fazia reunião, no início da campanha. No domingo (8), dois homens em uma moto foram até evento do PSD que ocorria na cidade e um deles disparou contra o grupo, atingindo Aníbal Ortiz, tio de um candidato e que morreu no local, e ferindo outras três pessoas.

Ela não afirma que os dois episódios têm relação, mas comentou sobre o primeiro caso ao citar insegurança na região durante a campanha eleitoral. Vereadora, Claudinha afirma que sempre pediu reforço policial e estrutura melhor para as forças de segurança. No dia em que o vídeo foi gravado, membros do partido solicitaram apoio para futuras reuniões políticas. “Isso aconteceu minutos antes de eu começar a falar, dois motoqueiros passaram na frente, com capacete, mostrando que estavam armados”, afirmou a candidata.

No vídeo, apesar de não dar para ver armamento, é possível notar que os homens passam entre as fileiras onde apoiadores estão sentados e chama atenção dos presentes, que acompanham com os olhos o trajeto deles. “Assunta a gente”.

Cláudia afirma, ainda, que dias depois, casas de apoiadores também foram alvejadas com bombinhas. Mas, mais uma vez, ela não sabe dizer se há alguma relação entre os casos. No episódio de ontem, que terminou com seu marido ferido no maxilar, a candidata diz que estava com um grupo longe de onde ocorreu o tiroteio, portanto, não presenciou o fato. “Logo recebi a informação. Na verdade, não sei a causa, o por quê, só que tinham muitas pessoas no local”. Estado de saúde

O marido da candidata foi trazido para Santa Casa de Campo Grande. Segundo Cláudia, ele está bem, recebeu alta e pedido de isolamento total. Posteriormente, deve passar por duas cirurgias, uma para retirada da bala e uma segunda para reconstituição do maxilar. Além do inchaço no rosto, a lotação no hospital foi motivo para aguardar alguns dias para o procedimento cirúrgico.

Presidente do PSD de Coronel Sapucaia, Carlos Magno, disse que a mulher atingida no pé foi levada para Ponta Porã para atendimento, assim como a terceira pessoa atingida. Ambos teriam sido atingidos sem gravidade e estariam bem.

A candidata afirmou que vai manter a candidatura e campanha, cancelando apenas eventos que ocorreriam à noite. O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) afirmou que a Força Nacional chegará ao município na quarta-feira (11) e que apura, junto com a Polícia Civil, as circunstâncias do caso.