Cães farejadores da Polícia Nacional do Paraguai descobriram ontem um grande carregamento de cocaína que estava sendo enviado para Israel através do Porto de Terport em Villeta na região Metropolitana de Assunção.  O ex-diretor da TV Pública paraguaia Cristhian Turrini, foi preso em flagrante acusado de ser o responsável pela carga.

Ao todo foram localizados 2,327 quilos de cocaína que estavam sendo transportados em meio a uma carga de carvão.

Os agentes do Departamento de Antinarcóticos da Polícia Nacional vistoriam com a equipe do canil, diversos contêineres onde em seis deles os pacotes da droga foram encontrados.

O delegado Osvaldo Ávalos, chefe do Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional, informou que o procedimento começou com a Unidade de Inteligência Sensível (SIU), da Diretoria de Alfândega, que suspeitou da movimentação de cargas da empresa Impulso de propriedade de Cristian Turrini e passaram a monitora-lo. Ontem ele foi preso quando despachava a carga milionária.Os policiais disseram que a cocaína vinha da Bolívia através de pequenos aviões de depois era enviada para o exterior.

Esta foi a maior apreensão de cocaína feita no Paraguai, superando os 2.200 quilos apreendidos em 2019 em Concepción, 1.748 quilos em novembro de 2012 na Operação Águia Negra e 1.727 quilos da Operação Black Eagle II, em agosto de 2013.