Os policiais apreenderam vários materiais que serão periciados. (Foto: Divulgação)

Agentes da Polícia Nacional do Paraguai realizaram na manhã desta quarta-feira uma investigação em buscas de provas e evidências para tentar desvendar o assassinato de Virgílio Vera de 45 anos, o Preto assassinado no final da manhã de ontem enquanto tomava tereré em frente a uma casa de jogos no bairro São Geraldo em Pedro Juan Caballero.

Os investigadores estiveram em pelo menos dois locais de onde recolheram telefones celulares, armas e documentos. Uma das casas seria de Venâncio Ayala Ferreira um dos suspeitos do crime.

Os agentes foram até a casa de Venâncio Benites conhecido como Churro que seria o dono da casa de jogos onde Preto foi assassinado. Churro é suspeito de ser o mandante do crime e a informação é de que a vítima seria informante da polícia ele era irmão de um agente da Polícia Nacional do Paraguai.

Os promotores que participam da investigação não informaram se Churro e Venâncio Ayala foram presos e não estão descartadas novas diligências. Uma entrevista coletiva deve ser marcada para a manhã desta quarta-feira.