Mesmo implorando por clemencia, a vítima foi executada.(Foto: Divulgação)

Foi identificado como Davi Rodrigues dos Santos, de 36 anos, o homem assassinado na manhã de hoje (19), com aproximadamente 20 tiros de fuzil e pistola no bairro Jamil Saldanha Derzi, em Ponta Porã.

Segundo o Boletim de Ocorrência, Davi estava com o filho dentro de um mercado, e quando os pistoleiros chegaram, ele teria gritado para não atirar, pois havia crianças, e em seguida, saiu correndo. Os pistoleiros foram atrás dele e disparam diversas vezes contra Davi.

A polícia foi acionada e ao chegar no local encontraram o indivíduo já sem vida e várias cápsulas de fuzil e pistola próximo ao corpo. Davi foi atingido no tórax, braços e pescoço.

Conforme informações apuradas pela reportagem, em uma tentativa de homicídio no bairro Canadá, em que outro rapaz foi alvejado no braço, Davi estaria como passageiro no carro Gol.

A prima de Davi relatou aos policiais que ele estava morando com ela há dois meses, porém disse que não sabe a motivação do crime.

Também há a informação de que um carro estrangeiro, ainda não identificado, teria se aproximado do homem quando ele caminhava pela calçada e começou a realizar os disparos, no entanto, ele, que estava armado, revidou.

Depois, o veículo tomou rumo ignorado, retornando tempo depois e levado a pistola que estava caída próxima ao corpo.