Casal que estava na picape morreu na hora devido ao forte impacto.(Foto:Jornal da Nova)

As Polícias Rodoviária Federal e Civil de Bataguassu, concluíram a identificação dos três mortos no acidente ocorrido na noite de ontem no distrito de Nova Porto XV no aterro de acesso á ponte Hélio Serejo, da divisa Mato Grosso do Sul com Estado de São Paulo. A carreta que com a colisão caiu no rio Paraná, na margem do aterro, era conduzida por Celso Elias Francisco, de 55 anos, morador na cidade paulista de Indiara.

Na Fiat Strada estavam Paulo Roberto Sidoski Júnior, 28 e Celma Davi dos Santos de 48 anos, ambos moradores em Nova Porto XV distrito de Bataguassu. Os dois morreram no local. Com a violência do impacto, a carreta caiu no rio com seu motorista preso na lataria, sendo resgatado por Bombeiros de Bataguassu ainda com vida, mas morreu pouco tempo depois supostamente por ter ficado muito tempo submerso.

A carreta trafegava no sentido Mato Grosso do Sul/São Paulo enquanto a Fiat Strada fazia o sentido contrário. Por razões ainda desconhecidas, ocorreu a colisão frontal. O tráfego na ponte ficou interrompido várias horas gerando um grande congestionamento tanto em Mato Grosso do Sul como na rodovia Raposo Tavares, no município paulista de Presidente Epitácio.