Estudante brasileira morreu após ter feito cirurgia estética em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã. (Foto: Divulgação)

A clínica clandestina que funciona em Pedro Juan Caballero está sob a investigação da Justiça paraguaia, após a morte da estudante brasileira, Sheiza Ayala, de 22 anos. Segundo o agente fiscal Pablo Zorrilla, o Ministério Público investiga o caso para saber as circunstâncias do procedimento cirúrgico. Na tarde desta segunda-feira (21), membros do Ministério Público do Paraguai e homens da Polícia Nacional estiveram no local onde funcionava a clínica da obstetra Cláudia Raquel Echeguren Chávez que teve a prisão decretada e está foragida, e encontraram macas, uma cânula usada em lipoaspiração, medicamentos e produtos estéticos.O local foi interditado.

A ajudante da obstetra identificada como Danilda Ruís Dias também não foi localizada e é considerada foragida. As duas mantinham na casa que foi alvo da batida policial uma clínica clandestina onde os procedimentos médicos e estéticos eram realizados. O contrato de locação do imóvel está em nome de Cláudia.

Dados das autoridades paraguaia também revelam que Danilda já foi investigada por um caso semelhante em 2019, quando foi acusada de homicídio culposo. Neste caso, a audiência já está agendada para o dia 20 de novembro.

Além de Danilda, o Ministério Público deve denunciar também Claudia Raquel Echeguren Chave, que podem responder por homicídio culposo. O responsável pela investigação encaminhará ao Ministério da Saúde os antecedentes das profissionais para que os registro profissionais das duas sejam cassados.

Começo deste mês a estudante Sheiza Ayala, passou por um procedimento estético na clínica clandestina e depois de voltar para casa em Ponta Porã ele apresentou problemas de saúde com dores e dificuldade de respirar. Levada em estado grave no Hospital Regional de Ponta Porã ela morreu na semana passada.  A estudante tinha passado por procedimento para aplicação de hidrogel. O produto é usado para preenchimento e para aumentar de volume em regiões como glúteos e coxas.