O preso estava escondido no Paraguai desde a deflagração da Operação Teça em 2019.(Foto: Divulgação)

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quarta-feira, 7, com auxílio da Polícia do Paraguai, um dos investigados na Operação TEÇA, deflagrada no ano passado, que estava foragido desde então. O mandado de prisão preventiva cumprido hoje (7) foi expedido pela Justiça Federal de Naviraí, já que, no dia da deflagração da Operação TEÇA, o suspeito conseguiu evadir e acabou se escondendo em território paraguaio.

O homem preso hoje, de 35 anos, é uma das peças chaves na organização criminosa desmantelada e estava foragido da Polícia Federal e da Justiça Federal desde 8 de agosto de 2019, data da deflagração da Operação pela PF.  O suspeito ocupava a posição de “gerente operacional” na organização, voltada ao contrabando de cigarros paraguaios. A ele cabia a logística para escoamento do cigarro paraguaio em território nacional, tendo entre suas funções o pagamento de propina a agentes públicos corrompidos, distribuição e o comando de mateiros, olheiros, motoristas e batedores.

Escondido no Paraguai, foi capturado por autoridades daquele país e entregue à equipe da Polícia Federal de Naviraí, no posto localizado em Mundo Novo/MS, na fronteira entre os dois países, quando foi imediatamente dado cumprimento ao mandado de prisão expedido em seu desfavor. O preso, natural do Paraná, foi submetido ao exame de corpo de delito e encaminhado à Penitenciária de Naviraí, onde ficará à disposição da Justiça Federal.