Os policiais foram em vários locais em busca de provas contra os acusados.(Foto: Divulgação)

Policiais civis das delegacias de Chapadão do Sul, Paranaíba, Cassilândia e Costa Rica, realizaram nesta sexta-feira (31) uma operação que cumpriu dois mandados de prisões temporárias e cinco mandados de busca e apreensão em Chapadão do Sul.

Os investigadores investigaram durante vários meses a autoria de sabotagem cometida contra a linha férrea da região que causou descarrilamento de três composições causando prejuízos milionários para a empresa operadora do modal de transporte responsável pelo ramal. Os descarrilamentos aconteceram entre Cassilândia, Chapadão do Sul e Costa Rica.

Um dos presos é funcionário da empresa e o outro já prestou serviços de transporte para a companhia Rumo. As investigações prosseguem agora para tentar descobrir se houve a participação de mais pessoas nas sabotagens. Com o cumprimento destes mandados a investigação segue para apurar se houve a participação de outros indivíduos.

As investigações apontam que pelo menos quatro pessoas usando ferramentas especificas e pesadas e até uma peça construída especialmente para tirar as composições dos trilhos.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados e várias pessoas serão ouvidas nos próximos dias.