Velho do PCC era acusado de liderar e ordenar assalto em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Em fuga desde a madrugada do último dia 10 quando dois de seus comparsas morreram em confronto com Policiais Militares do Batalhão de Choque, Antônio Júlio da Silva, assaltante conhecido no submundo por “Velho do PCC” ou “Andorinha”, também reagiu à tiros a aproximação de uma equipe do Choque que revidou e ele acabou morto. O Confronto com “Andorinha”, que vinha liderando uma série de assaltos a estabelecimentos comerciais e pessoas em Campo Grande, ocorreu no começo da noite deste domingo (17) na cidade de Rochedo.

Antônio Júlio era o integrante que faltava da “Quadrilha do Chapéu” que já impunha terror em Campo Grande. Como a ocorrência ainda está em andamento, detalhes da operação serão apresentados pelo comandante do Batalhão de Choque, Tenente Coronel Pollet na manhã desta segunda-feira.

Confronto Anterior

Na madrugada do dia 10 passado, os comparsas do “velho do PCC”, Valdecir Valchak (31) e Dilermando César Pereira de Almeida, 24 anos, morreram ao abrirem fogo contra o Choque. Portando armas de guerra como a poderosa carabina Ponto 30, a preferida de bandidos sanguinários, submetralhadora 9 milímetros, pistolas e coletes a prova de balas, os assaltos praticados pela Quadrilha do Chapéu eram planejados e comandados por Antônio Júlio.