A Câmara de Dourados realizou nesta quinta-feira (12), através da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, audiência pública referente a peça orçamentária do exercício 2021. Apresentado pelo secretário Municipal de Fazenda, Carlos Augusto Pimentel, e pelo contador Antônio Carlos Quequeto, o orçamento para o próximo ano é previsto R$ 1.164 bilhão.

Conforme o secretário, o orçamento para 2021 teve aumento de 5%, se comparado com o de 2020, que foi de R$ 1.110 bilhão e irá contemplar diversas áreas importantes para o município, porém destacou a questão da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), que após auditória precisou aumentar o repassar para, aproximadamente, R$ 7 milhões.

E também Pimentel destacou o incremento no aumento no orçamento da Guarda Municipal, prevendo uma possível chamada dos remanescentes do concurso pública. “Estes são os dois principais pontos de aumento para o orçamento de 2021”, comentou o secretário.

De acordo com o documento apresentado, o valor orçado para despesas na área da Saúde é de R$ 309 milhões e para a Educação é de R$ 266.930 milhões.“Nós vamos fazer os debates necessários para que seja feita a aprovação desta proposta orçamentária”, assegurou o presidente da Comissão de Finanças, vereador Elias Ishy (PT).Os vereadores Sergio Nogueira (PSDB) e Daniela Hall (PSD) também participaram da audiência pública.