Extremamente preocupado com a segurança na reserva indígena de Dourados, o deputado Barbosinha (DEM-MS), solicitou ao secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira que o policiamento nessas localidades fosse intensificado.

Na avaliação do deputado para que isso acontecesse, de forma mais intensa e presente, era preciso que viaturas fossem destinadas aos locais, dando maior suporte as ações dos Conselhos Comunitários de Segurança (CCS) das aldeias Bororó e Jaguapiru, em Dourados.

Na última quarta-feira (20) o reforço chegou com a entrega de três viaturas que além de atender as aldeias do município vai estar presente na aldeia Teykue, em Caarapó. A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) fez a entrega de três veículos para suprir a demanda nos dois municípios, possibilitando ações mais pontuais dos presidentes de cada conselho e para que eles fiquem mais próximos de suas comunidades. Os veículos deverão auxiliar os conselheiros no desenvolvimento de ações de polícia comunitária no combate à criminalidade em Dourados e em Caarapó.

Barbosinha agradeceu ao secretário da pasta por ter sua solicitação atendida e reforçou a importância dessa interlocução com o Governo para levar melhorias a população douradense, principalmente a indígena. O parlamentar informou que não participou presencialmente da entrega , pois estava em dia de sessão e acompanhando os trabalhos legislativos na Assembleia.

“O cenário atual das nossas aldeias é extremamente preocupante. Nossos índios têm sofrido por anos com a falta de água, e já estamos intercedendo na tentativa de solucionar este problema; agora vimos o coronavírus ‘invadir’ de forma trágica nossas reservas indígenas e comprometer a vida dos nossos índios. Então está mais do que na hora de intensificar os esforços para melhorar a segurança nas nossas aldeias e essas viaturas não podiam ter vindo em um momento mais assertivo. Precisamos cuidar da saúde, da alimentação, da assistência social e principalmente da segurança dos nossos índios”, celebrou o deputado douradense que já foi secretário de Segurança Pública no Estado e conhece de perto as necessidades da região neste setor.

“Esses veículos permitirão maior apoio a comunidade indígena, para que possam buscar ações para a redução e a prevenção da criminalidade, além de desenvolverem ações sociais nas comunidades indígenas”, ressaltou o coordenador da Coordenadoria de Polícia Comunitária, coronel PMMS Carlos de Santana Carneiro.

A solicitação do deputado Barbosinha foi feita em agosto de 2019 quando, na ocasião, os Conselhos Comunitários de Segurança (CCS) das aldeias Bororó e Jaguapiru, em Dourados e da aldeia Teykue, em Caarapó, foram instituídos. Os três veículos estão avaliados em R$ 160 mil.

Foto: Reprodução Facebook

Luciana Bomfim