O arquiteto e urbanista Fabio Luis lançou pré-candidatura nesta sexta-feira (29/5) visando as eleições municipais deste ano. Ele pretende disputar uma das 19 cadeiras na Câmara de Vereadores.

Fabio, que já dirigiu o Instituto de Meio Ambiente de Dourados, é o primeiro pré-candidato douradense a abrir mão dos fundos de financiamento de campanha de forma pública. Mesmo tendo direito de usar o recurso partidário, o arquiteto acredita ser inadequado que impostos sejam aplicados para finalidade eleitoral.

“Pretendo contar com o apoio de amigos e cidadãos que acreditam na renovação da política. Estamos em meio a uma pandemia, com governos tendo que investir recursos essencialmente para saúde, como é que ainda teria coragem de usar dinheiro do povo para financiar campanha? Nunca usei, mesmo antes dessa crise, e nunca usarei. Essa é minha principal bandeira. Quem acreditar no meu projeto, pode me ajudar”, afirmou.

Fabio já concorreu à vaga para vereador em 2016. Na época obteve 980 votos. Já no pleito em 2018 disputou uma das cadeiras na Câmara dos Deputados, com 3809 votos, sendo quase 3000 obtidos em Dourados. Ambas as campanhas não foram financiadas com recurso público.

O pré-candidato já comandou o Instituto de Meio Ambiente de Dourados, entre os anos de 2017 e 2018. À frente da pasta cooperou para a implantação da coleta de lixo na reserva indígena, distribuição de lixeiras recicláveis em 100 pontos da cidade, incentivou a logística reversa implantando o Papa Pilhas em diversos pontos públicos e privados, solicitou ao executivo a chamada dos aprovados no concurso para ocupar os cargos técnicos do instituto e também iniciou os estudos do plano de arborização do município.

Ainda na gestão garantiu o aumento dos repasses do ICMS Ecológico, que passaram de R$ 70 mil por ano para R$1 milhão por ano. Aprovou também a criação do Parque Municipal do Paragem (1ª unidade de conservação do município), além de ter dado início aos estudos para remodelação da lei verde.

Fabio é casado, pai de duas filhas, e está filiado ao partido Republicanos.