Relatório de Transição aponta 168 Pontos de Atenção, 103 urgentes

-

Prefeito eleito Alan Guedes e Equipe de Transição apresentaram resultado do trabalho conjunto entre a atual e futura gestões.(Fotos: Leandro Silva)

Concluída mais uma etapa da transição entre a gestão Délia Razuk para o início da gestão do prefeito eleito de Dourados, Alan Guedes (Progressistas). Nesta quarta-feira (30) foi apresentado o relatório elaborado pela Equipe de Transição, coordenada por Henrique Sartori. O documento lista 168 itens, chamados de “Pontos de Atenção”, que devem nortear as ações da administração de Alan Guedes nos primeiros meses.

O evento, no Sindicato Rural de Dourados, contou com a participação de Alan Guedes, do vice-prefeito eleito, DR. Guto Moreira (PL), da Equipe de Transição e de quase todos os vereadores eleitos. Estiveram presentes Cemar Arnal (Solidariedade), Cleusimar Barbosa (DEM), Daniel Júnior (Patriota), Daniel Hall (PSD), Diogo Castlho (DEM), Fábio Luís (Republicanos), Juscelino Cabral (DEM), Laudir Munaretto (MDB), Lia Nogueira (PP), Liandra Brambilla (PTB), Marcão da Sepriva (Solidariedade), Márcio Pudim (DEM), Maurício Lemos (PSB), Olavo Sul (MDB) e Sérgio Nogueira (PSDB). Os ausentes foram Elias Ishy (PT), Jânio Miguel (PTB), Marcelo Mourão (Podemos) e Rogério Yuri (PSDB).
Na apresentação, Henrique Sartori afirmou que o pouco tempo entre as eleições e a posse não atrapalhou a transição, classificando o trabalho desenvolvido entre as equipes da atual e da futura gestões como “producente”. “Tivemos prejuízo por conta do calendário eleitoral, é verdade, mas tivemos uma transição efetiva, com acesso à documentos, informações e dados. Quero deixar registrado o espírito de colaboração da atual gestão”, elogiou.
Segundo ele, os 168 Pontos de Atenção foram divididos de acordo com a urgência em terem solução e 103 deles foram apontados como graves, ou seja, que precisam de soluções imediatas. “O fato desses itens terem sido classificados como graves não significa que estaria tudo errado no setor, mas que são demandas que precisam de atenção imediata da futura gestão”, explicou.
Prefeito
De acordo com o prefeito eleito Alan Guedes, o trabalho feito pela equipe de transição não foi de fiscalizar as ações da atual gestão, mas de tomar conhecimento da situação de cada pasta para poder iniciar a futura administração. “Não fizemos juízo de valor. Fizemos um trabalho de reconhecimento, de informação. Transição se presta a receber e entender as informações, fazer um diagnóstico para iniciarmos o trabalho. Os pontos graves mostram urgência”, explicou o futuro prefeito.
Para Alan, o Relatório de Transição será muito mais que um documento burocrático, mas um norte para a futura gestão poder direcionar a ações, principalmente no início da gestão. Para isso, a participação dos vereadores será fundamental. “Vamos fazer reuniões com a Câmara de Vereadores. Esses 168 pontos serão medidas iniciais para os primeiros 100 dias e depois poderemos mostrar no que avançamos”, aponta.

VEJA TAMBEM