O recurso deverá ser usado nas ações de combate ao Covid 19.(Foto: Assessoria)

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) destinou R$ 5 milhões à saúde de Dourados para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus e salvar vidas. Há cerca de um mês ela esteve em Brasília para solicitar ao Ministério da Saúde agilidade na liberação do montante, diante do quadro de infectados na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.  “O dinheiro chega em boa hora e vai servir para a compra de remédios, equipamentos, material de proteção individual, contratação de pessoal temporário, compra de kits de teste para detecção do Covid-19 e para treinamento e capacitação de agentes de saúde. Será um alento para o Hospital da Vida de Dourados e aos hospitais conveniados à prefeitura (Hospital Universitário; Hospital Evangélico; Hospital Santa Rita)”, disse a Simone Tebet.

Ela fez questão de vir ao município para entregar um cheque simbólico na Prefeitura e na Câmara de Vereadores. Depois, ela participou da sessão virtual da Câmara de Dourados, onde fez um apanhado das emendas que apresentou ao município ao longo de seu mandato, num montante de cerca de R$ 10,5 milhões, especialmente para saúde e infraestrutura. Simone também respondeu a inúmeras perguntas dos vereadores ao longo de cerca de duas horas e meia de sessão. Pedidos de emendas parlamentares para bairros de Dourados, o cenário da pandemia, propostas de linhas de financiamento, programa Pró-Cidades, novo Pacto Federativo, Fundeb, Reforma Tributária foram alguns dos temas abordados. A senadora Simone lembrou que é a única representante de Mato Grosso do Sul na Comissão Mista da Reforma Tributária.

“A gente tem de estar na cidade, quando a cidade precisa da gente. Dourados está no meio do furacão da pandemia do coronavírus. Eu vim trazer o cheque de R$ 5 milhões, que já está na conta da prefeitura, e vai ser destinado aos quatro hospitais para atender no que precisar no combate ao coronavírus”, disse na Câmara Municipal, nesta segunda-feira (20), à noite.

Simone foi acompanhada pelo seu suplente, o produtor agrícola Celso Dal Lago, e pelo deputado estadual Renato Câmara, presidente do MDB em Dourados. Ao todo, Simone solicitou a destinação de mais de R$ 28 milhões recursos para 29 municípios de Mato Grosso do Sul. O dinheiro vai, especialmente, para hospitais em municípios-polo do Estado para que a população possa ser atendida em suas regiões e não precise se deslocar até Campo Grande, superlotando o sistema hospitalar da capital.

Valores

R$ 5 milhões

Dourados e Três Lagoas

R$ 1,872 milhão

Corumbá

R$ 1.663 milhões

Ponta Porã

R$ 1 milhão

Amambai, Aquidauana, Coxim, Maracaju, Nova Andradina, Naviraí e Rio Brilhante.

R$ 500 mil

Bataguassu, Caarapó, Cassilandia, Chapadão do Sul, Iguatemi, Ivinhema, Jardim, Paranhos e São Gabriel do Oeste.

R$ 470 mil

Mundo Novo

R$ 435 mil

Nova Alvorada do Sul

R$ 421 mil

Fátima do Sul

R$ 400 mil

Brasilândia

R$ 326 mil

Guia Lopes da Laguna

R$ 300 mil

Costa Rica e Eldorado

R$ 241 mil

Jatei

R$ 127 mil

Tacuru

Reconhecimento

A senadora foi bastante elogiada pelos vereadores de Dourados que participaram da sessão desta segunda-feira (200. Sua produtividade, capacidade técnica e de articulação foi ressaltada. “A senhora orgulha Mato Grosso do Sul, desde a eleição do presidente do Senado, quando a senhora confrontou Renan Calheiros para dizer que aquela não era mais a política que queríamos. O Estado não precisa apenas de caçadores de recursos, precisa de pessoas como a senhora: influentes, técnicos, com muito critério e responsabilidade”, disse o presidente da Câmara de Vereadores, Alan Guedes (PP).

Bastante emocionada, a senadora agradeceu a gentileza dos vereadores que também homenagearam a memória do seu pai, senador Ramez Tebet. Ela destacou a importância do papel dos integrantes do legislativo municipal, que é o que está mais próximo da população. “O vereador é aquele que carrega a pedra fundamental para que a gente construa uma bela catedral”. Ao longo da sessão, a senadora ainda ressaltou a importância da participação da mulher na política.

“Peço a Deus que me dê sabedoria para que a agente possa encontrar o caminho do meio, do centro, que é o que todo mundo quer”, disse ao lamentar a polarização exacerbada pela qual o País vive.