Vereador Elias Ishy propõe Audiência Pública para debater intervenção na UFGD

-

O vereador Elias Ishy é propositor de uma Audiência Pública que debaterá a Intervenção na reitoria da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), que será realizada no dia dois de março (02/03), às 18, no Plenário da Câmara Municipal e transmitida pelo canal do You Tube (http://bit.ly/CMDaovivo).

 O parlamentar justifica o ato “diante da postura autoritária do Governo Federal em insistir na intervenção da universidade, desrespeitando mais uma vez a lista tríplice, gerando, assim, um prejuízo ao fomento da pesquisa e da educação, principalmente, quanto ao plano de desenvolvimento institucional e ao orçamento”.

Em nota divulgada no início de fevereiro, ele pediu a nomeação imediata dos reitores eleitos, Etienne Biasotto e Claudia Lima, baseado na legalidade e na decisão do TRF3 (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, que determinou providências imediatas para que a lista fosse enviada ao Ministério, deixando evidente que não há mais um imbróglio jurídico quanto a situação.

Antes do envio do documento à imprensa, o vereador e os professores envolvidos também se reuniram com o prefeito Alan Guedes (PP), onde puderam cobrar o compromisso para restabelecer o diálogo e a democracia no processo eleitoral, inclusive, fazendo a exigência ao atual Ministro, Milton Ribeiro. Vale lembrar que Ishy e o prefeito, então vereador em 2019, assinaram uma carta endereçada à presidência da república, em apoio a nomeação dos eleitos, respeitando a legitimidade da lista tríplice.

O parlamentar abre o debate de interesse público, assim como fez em 2017 sobre o “Orçamento Público e Função Social da UEMS” – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. “O ato em defesa da universidade pública deve ser de toda a bancada política de Mato Grosso do Sul”, finaliza o vereador chamando a responsabilidade dos representantes.

Elias Ishy abre o debate de interesse público, assim como fez em 2017 sobre o “Orçamento Público e Função Social da UEMS”.(Foto: Valdenir Rodrigues)

VEJA TAMBEM

MS em Foco. Todos os direitos reservado.