Mais de 400 imóveis foram trabalhados pelas equipes de agentes durante mutirão no sábado.(Fotos: CCZ)

Nesta terça-feira (28), durante ação de rotina de combate ao mosquito Aedes aegypti, o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) identificou uma residência, no Jardim Londrina, onde o proprietário armazenava grande quantidade de lixo e itens diversos. Inclusive, focos de dengue foram encontrados no local.

Foi preciso a utilização de maquinário para a limpeza do quintal. O CCZ também contou com apoio da Guarda Municipal e fará encaminhamentos com a Assistência Social.

Os trabalhos acontecem com direcionamento da Prefeitura de Dourados, visando à erradicação do vetor da dengue, zika vírus e da chikungunya. Todas as doenças registram casos no município, sendo que a dengue possui alta incidência e registrou três óbitos em 2020.

Nesta semana, as ações de combate ao mosquito acontecem em todas as regiões de Dourados. Além do Jardim Londrina, nesta terça-feira (28), as equipes estão concentradas na Vila Adelina Rigotti, Vila Eldorado, Parque das Nações II, conjunto Izidro Pedroso, área central e também no bairro Cohab II.

MUTIRÃO

No sábado (25), o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) realizou um mutirão na Cohab II e na Vila Progresso. A

recomendação da prefeita Délia Razuk é para que estas ações sejam intensificadas e realizadas constantemente no município.

De acordo com o balanço do CCZ, somente no sábado, 444 foram vistoriados. Os moradores são orientados sobre a prevenção ao mosquito Aedes aegypti e caso no quintal sejam encontrados lixo ou recipientes que possam favorecer o acúmulo de água, ambiente favorável de reprodução do vetor, a remoção é realizada.

Durante o mutirão, o CCZ não localizou focos do mosquito. Quando isso ocorre, a eliminação é feita pelos agentes de forma imediata e pode gerar multa ao proprietário do imóvel.

DENÚNCIAS

O Centro de Controle de Zoonoses destaca à população que terrenos e imóveis fechados com acúmulo de lixo devem ser denunciados para que os agentes conduzam o trabalho com foco em saúde pública. O telefone do CCZ para denúncias ou mais informações é 3411-7753.